• Édi Willian Moreira dos Santos

Após brigas clássicos paulistas terão torcida unica



Depois das brigas das torcidas de Palmeiras e Corinthians, que ocorreram no domingo (03) e que resultaram na morte de uma pessoa que passava na hora da confusão, o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, reuniu-se com o vice-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Fernando Sollero e com o promotor Paulo Castilho, além de delegados e desembargadores, determinando que os clássicos de futebol em São Paulo terão torcida única até o final deste ano, ou seja, até 31 de dezembro deste ano, a partir do próximo clássico a ser disputado no estado.

A medida, segundo o secretário, valerá inclusive para jogos entre os times paulistas na Libertadores da América e para torcidas de grandes clubes de outros estados que vierem jogar em São Paulo no Campeonato Brasileiro. Além disso, o secretário anunciou que nesta terça-feira, deverão ser identificados os cerca de 50 torcedores que participaram dos confrontos e que todos eles serão banidos dos estádios, por um período que ainda não foi determinado. “Todos os que forem identificados, serão banidos de todos os jogos”, disse o secretário.

As torcidas organizadas também estarão proibidas de levar faixas ou adereços, inclusive bandeiras. A proibição vale, inclusive, para as faixas que uma das torcidas organizadas do Corinthians, a Gaviões da Fiel, vem levando ultimamente nos estádios paulistas, para pedir investigação sobre o escândalo da merenda escolar, que envolve políticos de São Paulo.

De acordo com Alexandre Moraes, será pedido ainda que a Procuradoria-Geral do Estado entre com uma ação contra as torcidas Mancha Alviverde (do Palmeiras) e Camisa 12 (do Corinthians), por causa da depredação na estação Brás, do Metrô, o que pode resultar em que todos os ativos dessas torcidas sejam penhorados para o pagamento dos prejuízos ocorridos no metrô.

Outra medida acertada durante a reunião foi a determinação de que todos os ingressos para jogos de futebol no estado serão vendidos somente pela internet, com cadastro prévio e identificação de todos os torcedores por meio de CPF. Com isso, pretende-se acabar com a venda direta de ingressos dos clubes para as torcidas organizadas. A ideia é implantar um sistema, que ainda será acertado com os clubes, segundo o vice-presidente da FPF, de forma que os torcedores organizados tenham que preencher um campo específico, identificando-se como torcedor organizado e que passem a ocupar uma área destinada somente para eles nos estádios, diferenciando-os do torcedor comum.

Fonte: Agência Brasil


8 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon