• Romulo Moreira Dos Santos

Boletim da Fiscalização do COVID-19


Na tarde de sábado (04/07) até a noite e entrando pela madrugada de domingo (05/07) foram inúmeras abordagens no perímetro urbano de Faxinal.


Festas e mais festas. Menores, mulheres grávidas, idosos, pais de família...todos "professores de Direito". Todos falando do direito de "ir e vir". Pena que todos não lêem a página 02, que fala dos Deveres. Pena que acham que a lei existe apenas ao próprio favor.


Atendemos uma denúncia de festa na Avenida Brasil com mais de 20 pessoas, fora as que pularam os muros. Nesta o dono da casa queria o "mandato", porque ele conhecia a lei. Ora, se conhecesse a lei de verdade saberia que, uma vez verificado o flagrante e em tempos de PANDEMIA podemos sim adentrar às residências. Todos foram qualificados nos termos da lei em vigor.


Atendemos uma "trucada" fora de hora na Rua Alberto Barthels, com incômodo aos vizinhos e totalmente fora de hora. Gritos e pessoas reunidas próximas sem os cuidados do uso de máscaras de proteção.


Em tempo, ainda foi verificada uma situação no Conjunto David J. Cury...sobre aglomeração de pessoas. Com a chegada da equipe as luzes foram apagadas e o som desligado. Neste caso, o proprietário será notificado durante a semana para as "explicações cabíveis" do ato realizado.


Ainda nas dependências do Posto Trevo, já por volta das 00:30 h de domingo, foi realizada a abordagem de 06 cidadãos do sexo masculino já em estado de embriaguez, que usaram como argumento o "direito de tomar uma cervejinha com os amigos". Foram todos qualificados, orientados e "convidados" a irem para as suas casas. Nesta abordagem verificamos que os mesmos cidadãos já haviam sido multados na semana anterior por não utilização de máscaras de proteção.


Tivemos muitas outras broncas, atendidas pela Fiscalização e Polícia Militar. Pelo menos mais 10 locais de aglomeração, que após a chegada das equipes e orientação, optaram por colaborar e encerrar o evento.


Com o número de casos de COVID-19 aumentando, as abordagens serão cada vez mais rotineiras. Residências e estabelecimentos comerciais serão verificados.


PEDIMOS A COLABORAÇÃO DA POPULAÇÃO.


Lembramos que toda DENÚNCIA é verificada. Denuncie aglomerações ou DESCUMPRIMENTO do Decreto MUNICIPAL e da LEI ESTADUAL.


Ligue:

190 (Polícia Militar)

3461-8019 (Horário Comercial)

99823 - 9441 (Whatsapp 24 horas).

325 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon