• Édi Willian Moreira dos Santos

Casos de embriaguez ao volante em Faxinal e Borrazópolis


Um casos de embriaguez ao volante foi registrado em Faxinal e dois em Borrazópolis nesse domingo.


Em Faxinal, a polícia estava em patrulhamento pela Avenida Brasil, quando visualizou uma motocicleta Honda CG em alta velocidade, onde o condutor derrapava próximo aos quebra-molas e saia em alto giro novamente. Foi iniciado acompanhamento tático para que o condutor da motocicleta parasse e após algumas ruas foi possível realizar a abordagem, que desceu da motocicleta se escorando em visível estado de embriaguez alcoólica. Indagado sobre o motivo de estar correndo, não soube explicar, sendo oferecido o teste etilometro, ele se negou a realizar. Sendo então informado sobre sua prisão por estar com sintomas de embriaguez, momento que o mesmo veio a se alterar, desacatando a equipe com palavras de baixo calão, momento que fora segurado pelo seu braço este tentou desferir um soco na equipe policial, que fora utilizado de força seletiva para conte-lo.


Já em Borrazópolis, um veiculo Ford Escort, cinza estava sendo conduzida por uma pessoa embriagada, um senhor foi abordado e identificado em visível estado de embriaguez e também não possuía CNH. Foi perguntado para o condutor se ele havia ingerido bebida alcoólica, respondeu que tomou algumas cervejas, após foi oferecido o teste no etilometro, sendo o resultado de 1,19mg. Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao condutor.


O outro caso, um veículo Saveiro, vermelho, estaria transitando em alta velocidade e realizando manobras perigosas, sendo este localizado e ao avistar a viatura policial aumentou ainda mais a velocidade, porém a viatura policial procedeu a abordagem, o condutor do veículo ao descer demonstrou vários sinais de embriaguez, diante disto foi realizada a busca pessoal, no veiculo havia varias garrafas de cervejas vazias, perguntado ao mesmo se havia ingerido bebida alcoólica este disse que sim, então foi oferecido o teste de etilometro realizado o teste sendo o valor constado de 1,18 mg/l. Diante dos fatos o mesmo foi cientificado de seus direitos constitucionais e dada voz de prisão pelo crime de embriaguez ao volante.

169 visualizações0 comentário
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon