• Édi Willian Moreira dos Santos

Confusão no Hospital Municipal em Grandes Rios



Na manhã deste domingo (05), por volta das 08h30min, na Avenida Brasil, no Hospital Municipal de Grandes Rios, dois homens em visível estado de embriaguez estariam causando tumulto dentro do hospital.

No a polícia militar conversou com a recepcionista do hospital municipal, a qual informou que dois homens, estavam no hospital querendo entrar de qualquer jeito para visitar sua mãe que está internada, porém a atendente informou aos mesmos que o horário de visita era das nove as dez horas da manhã, sendo impedida a entrada dos dois.

Diante da negativa de entrada a atendente informou a equipe que ambos começaram a dizer "Que iriam quebrar tudo", que o hospital é uma porcaria", que iriam entrar de qualquer jeito", "Que duvidavam que não iriam entrar no local", "que hoje eles amanheceram bons se não já teriam quebrado tudo" e ainda "que se a mãe deles morresse amanhã não iria sobrar nenhum se quer naquele hospital.

Diante dos fatos os homens foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Grandes Rios para a elaboração da documentação pertinente. Durante consulta documental verificou-se que um dos autores, um homem de 47 anos, possuía contra ele mandado de prisão expedido pelo Juiz da primeira vara de execução de penas de Curitiba pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Diante dos fatos foi lido novamente seus direitos constitucionais e tomado todas as providências cabíveis.


10 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon