• Édi Willian Moreira dos Santos

Correio vai reajustar tarifas



O novo presidente dos Correios Giovanni Queiroz, anunciou que em breve as tarifas da empresa devem ser reajustadas, a medida tenta reorganizar as contas, para diminuir o déficit no orçamento, que deve chegar a R$ 2 bilhões até o fim do ano. Um dos serviços onde terá a correção das tarifas de serviços não concorrenciais, como as de entrega de cartas e telegramas, em 8,89%, que já foi autorizada pelo Ministério da Fazenda e deve começar a vigorar nos próximos dias. Segundo Queiroz, a medida vai aumentar as receitas da empresa em cerca de R$ 700 milhões por ano.

Outras medidas irão afetar diretamente os trabalhadores, como a substituição dos uniformes para atendentes de agências por coletes e a entrega alternada de correspondências pelos carteiros. Queiroz ressaltou também a necessidade da revisão de itens do acordo coletivo com os trabalhadores.

Para conter gastos o novo presidente quer adiar a renovação das frotas de carros e caminhões da empresa, que atualmente ocorre a cada cinco anos. Os contratos de 4,8 mil imóveis que a empresa aluga serão revistos, verbas publicitárias e de patrocínio serão cortadas e até o horário de funcionamento das agências poderá sofrer alterações. Para o ano que vem, o objetivo é cortar R$ 1,7 bilhão em gastos e aumentar em R$ 300 milhões a receita da empresa.

Fonte: Agência Brasil


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon