• Édi Willian Moreira dos Santos

Duplicação da Rodovia Mauá da Serra a Pitanga


O prefeito José Roberto Furlan (Cidadania), de Jardim Alegre, falou neste dia 31 de julho em entrevista a rádio Nova Era de Borrazópolis e comemorou a notícia de que o Governo do Estado, deve duplicar a PR-466, na região de Jardim Alegre e todo o trecho, começando em Mauá da Serra e terminando em Pitanga.


"Queremos parabenizar o Governador, que está ouvindo os prefeitos e tudo isso será sinônimo de desenvolvimento", disse o prefeito. As necessárias melhorias nas PR 272 e PR 466, ligando Mauá da Serra a Pitanga, estão num plano de obras rodoviárias que o Governo do Paraná deve começar a colocar em prática, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Empresas interessadas em fazer os projetos e executá-los têm até 10 de agosto para confirmar participação no chamamento público lançado pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER). As seis com mais capacidade técnica vão participar da licitação.


Esse trecho de Mauá até Pitanga é estratégico para o desenvolvimento econômico do Vale do Ivaí e da região Central do Paraná. As duas rodovias ficam numa área de muita produção agropecuária, são bastante utilizadas no transporte da safra, de carne, leite e produtos industrializados. Servem de integração entre dezenas de municípios e precisam urgente de recuperação do asfalto, sinalização e terceira pista em diversos trechos bastante perigosos, diz o deputado estadual Tercilio Turini.


Ele lembra que em agosto de 2018 fez pronunciamento na Assembleia Legislativa cobrando obras e serviços nas duas rodovias. Mais recentemente, em maio de 2019, encaminhou ofício à Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná pedindo a inclusão da revitalização das PR 272 e PR 466 no banco de projetos e plano de obras rodoviárias do governo. Foi indicada como uma das obras prioritárias para o estado, comenta Tercilio Turini, citando o apoio dos deputados Cobra Repórter e Tiago Amaral.


A PR 272 começa em Mauá da Serra, passa por Faxinal e chega até ao Rio Ivaí. Após a travessia da ponte, a estrada prossegue como PR 466 e passa por Lidianópolis, Ivaiporã, Arapuã, Alto Porã e vai para Manoel Ribas e depois Pitanga. É um trajeto de cerca de 150 quilômetros que recebe grande fluxo de veículos, com muita movimentação de cargas. São rodovias estratégicas para a economia regional e atravessam regiões que se destacam no agronegócio.


Vou acompanhar o andamento dos trabalhos do DER e espero que em breve seja aberta a licitação para as obras, ressalta Tercilio.

Fonte: Berimbau

0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon