• Édi Willian Moreira dos Santos

Eleições de Faxinal vai tomando forma nos dias que antecedem as convenções



Com o início do período de convenções em todo o Brasil, as eleições começam a tomar forma com a decisão dos candidatos e as especulações. Em várias cidade da região, os nomes dos pré-candidatos, são conhecidos, porém, nesse momento surge as amarrações. Período muito importante para os políticos, pois uma aliança pode ser decisiva para o rumo do pleito eleitoral.

Em Faxinal, como na maioria das cidade nomes estão surgindo, tanto para o cargo de prefeito, quanto para o cargo de vereador. Um grande problema enfrentado não só em Faxinal, como em todos os municípios, é a dificuldade de se encontrar mulheres dispostas a concorrer nas eleições.

Prefeito

Em Faxinal alguns grupos foram se formando, com apoio de deputados estaduais e federais. Os nomes que estão praticamente certos para concorrer nas eleições de 2016, são os nomes de Emerson Machado, Moacir Pomini e Ylson Gallo.

Emerson Machado que é pré-candidato a prefeito pelo PRB forma um grupo com apoio de empresários. Disputa pela primeira vez o cargo de prefeito, tem apoio de empresários, também terá apoio de outras legendas, como o PT.

Moacir Pomini que é pré-candidato a prefeito pelo PPS, disputa pela segunda vez o cargo de prefeito, tendo sido derrotado por apenas 162 votos na eleição de 2008, para o atual prefeito de Faxinal. Tem apoio de vários partidos, porém ainda não tem definido todos os partidos que irão compor a chapa, onde é dado como certo o apoio do PTB, e mais partidos estudam se juntar para apoiar a pré-candidatura de Moacir Pomini. A convenção está marcada para o próximo dia 04 de agosto.

Ylson Gallo que é pré-candidato a prefeito pelo PMDB e genro do ex-prefeito Juarez Barreto, disputa pela primeira vez o cargo de prefeito. Tem o apoio do atual prefeito Adilson Silva Lino, também tem o maior número de partidos. A convenção que irá definir a candidatura de Gallo está marcada para o próximo dia 30.

Vereadores

Na chapa que deve ser encabeçada por Emerson Machado, deve ser composta por até 18 pré-candidatos a vereador, porém ainda está em negociação, pode ser que a chapa saia com um número menor de vereadores.

Na chapa que será encabeçada por Moacir Pomini, deve ser composta por 18 pré-candidatos a vereador, sendo que nos últimos dias o apoio de vários partidos que chegaram para compor a chapa, mostra que terá chapa completa.

Na chapa encabeçada por Gallo, é onde se encontra a situação mais complicada, que terá que ser definida nos próximos dias. Com a união entre os grupos de Gallo e do atual prefeito Adilson Silva Lino, o número de vagas foi reduzido as 18 vagas que a lei permite por coligação. No grupo do prefeito existiam 18 pré-candidatos confirmados, como também existiam 18 pré-candidatos no grupo de Gallo. Com a junção, duas hipóteses podem ocorrer, uma seria a composição de um chapão, onde duas chapas com 18 vereadores apoiariam a pré-candidatura de Gallo, porém isso pode inchar e dividir muitos votos para vereador. Ou então existe a possibilidade de ter apenas 18 pré-candidatos, onde mais de 20 nomes que já vinham se apresentando como pré-candidatos não iriam conseguir registrar suas candidaturas.


3 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon