• Édi Willian Moreira dos Santos

Extração ilegal de pedras gera autuação da polícia ambiental em Jandaia do Sul



A Polícia Militar Ambiental, Pelotão de Apucarana, fez autuações em duas propriedades rurais, de Jandaia do Sul, onde os responsáveis são acusados de extração, sem autorização, de pedras que são utilizadas para calçamento em cidades e estradas rurais de municípios da região, inclusive há informações que algumas prefeituras compraram este materiais, extraídos de forma supostamente ilegal.

No primeiro caso, registrado no Sítio Santa Terezinha, a pessoa responsabilizada foi Sebastião Carlos Bicalho. Policiais informaram que houve uma denúncia de extração de pedras de forma clandestina.

Ao chegar na propriedade, observou-se que a denúncia realmente procedia, pois estava ocorrendo a extração de pedras que eram utilizadas como paralelepípedo sem a devida autorização do órgão competente, sendo que todo material extraído tinha por finalidade o comércio. O responsável pela propriedade estava em viagem, porém a pessoa que arrendou a área informou não possuir nenhum tipo de documento autorizando a retirada das pedras.

O segundo caso, também em Jandaia, ocorreu no Sítio Nossa Senhora de Fátima, arrendado por Elias Pereira dos Santos, e no local também se constatou que não havia a documentação pertinente a atividade. Nos dois casos, os responsáveis negaram qualquer tipo de crime, e afirmaram que vão provar que era uma atividade legal e necessitando apenas documentações burocráticas, algo que está sendo providenciado.

Fonte: Berimbau


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon