• Édi Willian Moreira dos Santos

Festa acaba com polícia e detidos em Cruzmaltina


Uma festa acabou em confusão depois que a polícia militar e a guarda municipal foram até o local na zona rural de Cruzmaltina.


O fato aconteceu por volta das 23 horas de sábado, onde haviam denuncias de que no Município de Cruzmaltina, pessoas estariam em um local realizando uma festa, descumprindo o decreto, cujo mesmo não permite aglomeração de pessoas em qualquer lugar pertencente ao Município de Cruzmaltina.


Diante da referida denuncia, as equipes Polícia e Guarda Municipal deslocaram com intuito de realizar a orientação pertinente ao decreto, onde ao adentraram ao recinto, foi possível visualizar que varias pessoas correram para os fundos da residência, que é um pasto, com intuito de fugir da abordagem, não sendo possível realizar a abordagem e identificação dos referidos, sendo mais de vinte pessoas.



Posteriormente iniciou-se a verbalização por parte do efetivo da Guarda Municipal, para que o proprietário da residência se apresentasse a fim de lhe passar as orientações que proíbe festas e aglomerações em qualquer localidade da cidade. De imediato, 4 homens passaram a resistir verbal e fisicamente contra as ordens emanadas pelas equipes, onde fora solicitado para que todos colocassem as mãos na cabeça e se virassem de costa para a abordagem, ordens que não foram acatadas, sendo que os homens começaram a xingar.


Um homem, trajando camiseta azul, começou a incitar as pessoas presentes dizendo que não teriam que dar ouvidos a polícia. Quando novamente fora indagado quem seria o proprietário da residência, um homem se identificou como sendo proprietário, juntamente com seu filho, respondendo com grosseira para a polícia. Apos 40 minutos de dialogo, foi solicitado o apoio da Rotam, pois os ânimos estavam exaltados por parte dos presentes na casa, quando escutaram a solicitação, os 4 homens reclamaram e começaram a gravar os policiais e mais duas pessoas começaram a induzir a gravação pois iriam ligar para o prefeito de Faxinal, para um blog da região e para um advogado para conseguir a transferência dos policiais, também falaram para ligar a pessoas relacionadas a prefeita de Cruzmaltina para exonerar os guardas municipais.


Com a chegada da Rotam, foi possível realizar a abordagem dos presentes e a busca pessoal, porem muitas pessoas haviam se evadido pelos fundos da residência, para que as equipes não localizassem, foi identificado e dada voz de prisão aos abordados, que durante o algemamento de um homem, o senhor virou-se e empurrou o policial militar, sendo necessário utilizar de força para conter o mesmo, onde ainda assim insistia com empurrões e chutes contra o policial militar, que teve que usar do seletivo de força, vindo a empurrar o senhor que caiu e bateu a cabeça no chão, sendo necessário o auxilio de mais dois policiais para realizar seu algemamento, momento que o filho do proprietário partiu para cima dos policiais que estavam realizando o algemamento de seu pai, sendo contido pelos militares através do uso de técnicas de imobilização e que a todo momento ameaçava os policiais.


Outro abordado dizia a todo o momento, incitava todos os presentes contra a equipe policial continuou a reagir verbalmente dizendo que era deficiente e que a polícia não poderia fazer nada com ele, sendo algemado, pois o mesmo encontrava-se descontrolado, pois a todo o momento estava ingerindo bebida alcoólica, ignorando quaisquer ordens emanadas.


Em busca realizada na parte de trás da residência, foi localizado uma mulher, indagado qual motivo ela estava no mato, a mesma informou que saiu correndo e se escondeu pois os homens mandaram e com ela 20 pessoas saíram correndo, inclusive a mulher que teria organizado a festa. Sendo que ela ainda disse que tinha muita gente para chegar, visto que o convite foi feito por meio de um grupo em um aplicativo de mensagens.


Posteriormente os efetivos deslocaram ate o Hospital Municipal de Faxinal para realização do exame de lesão corporal, já que todos os encaminhados sofreram lesões resultantes da resistência que fizeram para não serem algemados e encaminhados apos receberem voz de prisão. No Hospital Municipal os abordados começaram a encarar os policiais com intuito de intimidar as equipes, dizendo que iriam processar os policiais.


Um deles ainda descontrolado no Hospital Municipal foi solicitado pela enfermeira que o mesmo se acalmasse e sentasse para receber o atendimento, porém não acatou o pedido, um guarda municipal pediu para o mesmo sentar e ele chutou o guarda, deixando assim lesão significativa em sua canela, o agente realizou o laudo de lesão corporal, que apresentou lesão em canela e cotovelo.


Ainda que foi encaminhado a 53ªDRP de Faxinal uma garrafa de Wiski, uma garrafa de Vodka e diversas latas de cerveja, durante a condução dos presos para o camburão da viatura fora solicitado a chave dos veículos que estavam estacionados na parte interna da propriedade, para que os referidos fossem trancados, visando garantir que nada acontecesse com os automóveis, já que ficariam sozinhos no estabelecimento, que os proprietários do local disseram que não entregariam e que se sumisse algo sera responsabilidade da polícia, dando a entender que os agentes de segurança pertencentes no local iriam subtrair algo e assim não entregaram as chaves dos veículos, que fora ainda informado que já que eles não dariam as chaves os veículos ficariam estacionados conforme deixado pelos presentes na festa. Que na delegacia foram entregues os pertences dos autores.

258 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon