• Édi Willian Moreira dos Santos

Gaeco realiza prisões por oxigênio adulterado



Foto: Wilson Kirsche/RPC

O Gaeco realizou na manha desta segunda-feira (30), várias prisões por todo o norte do estado. O responsável pelas prisões foi o Gaeco de Maringá, cumpriu nesta segunda-feira, 56 mandados de busca e apreensão, dois de prisão preventiva e dois de condução coercitiva.

As ações fazem parte da operação Cilindros, que investiga a adulteração de oxigênio hospitalar em 35 cidades por três distribuidoras instaladas nos municípios de Cianorte, Campo Mourão e Maringá. De acordo com o Gaeco, centenas de hospitais estão sendo abastecidos por cilindros de gás medicinal adulterados e com lacres falsos, sem qualquer esterilização ou controle sanitário, em desacordo com as determinações legais. Segundo as investigações, as datas de validade de inspeção sanitária dos equipamentos foram alteradas, assim como a cor dos cilindros, resultando na distribuição de cilindros industriais, de menor qualidade, no lugar de cilindros hospitalares.

O Gaeco investiga também crime contra as relações de consumo, uma vez que as empresas estariam comercializando cilindros com quantidade menor de gás em relação à informada nos equipamentos.

Mandados

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas empresas, em residências de funcionários e unidades de saúde, abrangendo os seguintes municípios:

Cianorte, Jussara, São Tomé, Doutor Camargo, Barboza Ferraz, Corumbataí, Goioerê, Grandes Rios, Cruzeiro do Oeste, Mariluz, Altônia, Iporã, Terra Roxa, Umuarama, Guaíra, Iretama, Roncador, Pitanga, Santa Maria do Oeste, Terra Boa, Campo Mourão, Janiópolis, Luiziana, Engenheiro Beltrão, Quinta do Sol, Fênix, Maringá, Floresta, Nova Esperança, Presidente Castelo Branco, Atalaia, Santa Fé, Colorado, Sarandi e Itambé.

Ainda de acordo com o Gaeco, há cerca de outras dez empresas que estão sendo investigadas. Também estão sendo apurados eventuais crimes de corrupção. Participaram da operação 20 promotores de Justiça, dez delegados de polícia e 120 policiais civis e militares, aproximadamente.

Fonte: Ministério Publico do Paraná e Faxinal Notícias


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon