• Édi Willian Moreira dos Santos

Gilma Mendes autoriza inquérito de Aécio Neves sobre corrupção em Furnas



O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, autorizou abertura de um inquérito para investigar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) em razão de supostas irregularidades na estatal Furnas. O pedido foi feito pela Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal.

O senador Aécio Neves chegou a dizer que considera necessária a investigação e afirma que não há prova ou indício de irregularidade cometida por ele.

Gilmar Mendes também pediu o desarquivamento da citação feita pelo doleiro Alberto Yousseff , onde o doleiro disse que Aécio dividia uma diretoria de Furnas com o PP e que ouviu isso do ex-deputado José Janene. E que também ouviu que o senador recebia valores mensais, por meio da irmã, de uma das empresas contratadas por Furnas. A suposta propina ao parlamentar teria sido paga entre 1996 e 2001. O procurador quer investigar o senador por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Em nota divulgada por sua assessoria na manhã desta quinta, Aécio afirmou que considera natural que as investigações sejam feitas e que se trata de temas "analisados e arquivados anteriormente".

Leia abaixo íntegra da nota da assessoria de Aécio:

Quando uma delação é homologada pelo Supremo Tribunal Federal, como ocorreu com a delação do ex-senador Delcídio Amaral, é natural que seja feita a devida investigação sobre as declarações dadas.

Trata-se de temas que já foram analisados e arquivados anteriormente.

O senador Aécio Neves tem convicção de que, como já ocorreu no passado, as investigações irão demonstrar a falsidade das citações feitas.

Assessoria do senador Aécio Neves


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon