• Édi Willian Moreira dos Santos

Jogo do Bicho pode ser regularizado



A Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional aprovou nesta quarta-feira (09), um projeto de lei que regulamenta a exploração de jogos de azar no Brasil.

O texto estabelece o funcionamento de cassinos, bingos, regulariza o jogo do bicho, traz a definição dos jogos que podem ser explorados, os critérios para autorização e as regras para distribuição de prêmios e arrecadação de tributos.

O projeto é do senador Ciro Nogueira (PP-PI) e foi relatado pelo senador Blairo Maggi (PR-MT), que apresentou substitutivo fazendo algumas alterações ao texto. Maggi acatou emenda do senador Benedito de Lira (PP-AL) para proibir que políticos possam ser donos de casas de jogos de azar. Além disso, o texto do relator inclui a restrição, onde apenas pessoas jurídicas que comprovem regularidade fiscal podem explorar esse tipo de negócio. A matéria prevê ainda o credenciamento máximo de dez casas de bingo por município e que os cassinos funcionem ligados a complexos integrados de lazer, construídos especificamente para esse fim, com hotéis e restaurantes. A ideia é associar os jogos ao turismo, de modo a potencializar os lucros e consequentemente, a arrecadação do governo com essa atividade.

O autor do projeto estima que o Estado brasileiro pode arrecadar até R$ 15 bilhões em impostos após a regulamentação dos jogos de azar. Como o texto aprovado é um substitutivo, ainda precisará passar por nova votação em turno suplementar para ratificar o resultado. Em seguida, deverá ir para a Câmara dos Deputados, exceto se nove senadores apresentarem recurso para que o projeto seja apreciado também no plenário da Casa.

Fonte: Berimbau Notícias/ Câmara dos Deputados


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon