• Édi Willian Moreira dos Santos

Mulher é abordada por homem em caminhonete e estuprada em Ivaiporã



Na noite desta quarta-feira (10), por volta das 20h40min, na Avenida Souza Naves, no centro de Ivaiporã, um homem de 52 anos foi detido acusado de estupro contra uma mulher de 21 anos.

Segundo informações, a mulher estava transitando pela Avenida Presidente Tancredo Neves próximo ao Largo Dom Pedro II momento que foi abordada por um indivíduo conduzindo uma camioneta de cor prata, que munido de uma arma de fogo tipo revolver de cor preta obrigou a mesma a entrar ao veículo, que levou a mesma para uma residência localizada próximo a prefeitura, à todo momento dizia: "você vai ficar comigo querendo ou não, eu quero você, se você não ficar eu vou te matar", ao chegar na residência do autor, a solicitante relata que foi obrigada a tirar a roupa e manter conjunção carnal com o autor, durante todo ato sob a mira da arma de fogo.

Posteriormente relata que foi colocada novamente na camionete sendo que o ao passar no quebra-molas em frente ao antigo pátio de maquinas da prefeitura localizado na Avenida Souza naves, a solicitante aproveitou que o veículo reduziu a velocidade e conseguiu saltar do mesmo, que conseguiu anotar a placa e chamar a polícia.

Com posse das informações as equipes iniciaram o patrulhamento pelas imediações, logrando êxito em abordar o referido veículo na rua Sertanópolis em frente a uma mercearia, que o condutor do veículo foi identificado, foi efetuado a busca pessoal e veicular, no interior do mesmo foram encontrados dois canivetes e um punhal.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao mesmo e cientificado de seus direitos constitucionais, em ato contínuo foi encaminhado as partes juntamente com o veículo até a 54ª DRP Ivaiporã, para serem tomadas as medidas pertinentes.

Ao chegar na delegacia para realizar a confecção do Boletim de Ocorrência, aproveitando-se que os policiais colhiam dados do autor daquela ocorrência, veio a subtrair a quantia de R$ 100,00 reais de um total de R$ 622,00 reais que estavam acondicionados em cima da mesa destinada à confecção de BOU, sendo que só foi dado falta do referido dinheiro, pois os policiais haviam conferido a quantia na frente do encaminhado daquela ocorrência, desta feita ao ser dado falta, foi indagada a autora que confessou ter se aproveitado da ausência dos policiais para praticar a subtração e que havia colocado o dinheiro nas partes intimas, a mesma foi até o banheiro feminino retirou o dinheiro e devolveu a equipe.

Em ato continuo foi solicitado a presença da agente de cadeia, para proceder uma revista mais pormenorizada, sendo que nada de ilícito foi localizado. Diante dos fatos foi dado voz de prisão a autora e cientificada de seus direitos constitucionais e entregue na 54ª DRP.


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon