• Édi Willian Moreira dos Santos

Mulher acusa dois homens de estupro em Lunardelli


Uma mulher acusou dois homens de terem a estuprado, após ela ir a casa dos dois, onde supostamente eles iriam realizar um programa.


A polícia se deslocou com brevidade e no local encontrou a senhora do lado de fora de uma casa e a mesma estava transtornada, passando a relatar que na data de 01/01/2020, na madrugada, não sabendo precisar o horário, veio de São Pedro do Ivaí com o seu carro, um VW Voyage de cor prata, para buscar uma amiga em Jardim Alegre-PR, ela alega que em outro carro veio o senhor, o qual ela conheceu nesta madrugada e que mora em Lunardelli- Pr.


Segundo ela o senhor teria falado para ela passar na casa de um amigo dele e lá ele teria á forçado a manter relações sexuais (sexo Oral) valendo-se de força física e de coação física visto que segundo ela teria a ajuda de um amigo de nome, o qual seria o proprietário da residência onde ela sofreu os abusos. No local estava outro senhor e este segundo a senhor teria aconselhado os autores a fugir do local para evitar “problemas”. A equipe policial informou a solicitante que após coletar os dados seria confeccionado o boletim de ocorrências e que ela deveria se encaminhar para a delegacia de Policia Civil de São João do Ivaí a fim de conseguir uma guia e com esta guia ela poderia fazer um exame de Corpo delito, no qual poderia confirmar o estupro ou não.


Nesse momento a suposta vítima começou a questionar o trabalho da equipe policial, dizendo que é “garota de programa” e que “tinha clientes importantes”, a equipe informou a ela que tais ilações seriam colocadas no corpo do boletim de ocorrência e que esta equipe prima pela legalidade. A mulher disse em voz baixa “vocês vão ver… vocês e aqueles caras que me abusaram, eles vão pegar doenças...” o Soldado ao ouvir tal afirmação perguntou se ela era soropositivo e neste momento ela começou a filmar a equipe policial e fazer citações falsas dizendo “vocês vão ter que provar que eu tenho AIDS, ou vocês vão se ferrar, tenho clientes importantes...”.


A equipe novamente tentou acalmar a mulher dizendo a ela que foi uma pergunta e não uma afirmação, porém ela continuava irredutível, sendo ela então informada que se continuasse a gravar teria seu celular apreendido pois nele estariam provas do ocorrido.


O proprietário da residência na polícia, deu uma versão diferente da versão da mulher e disse que iria cooperar, assim como também disse que o outro senhor compareceria para esclarecer os fatos. O senhor informou que ele e seu amigo pagariam a gasolina da mulher para ela vir até a casa dele em Lunardelli-PR, onde ela e senhor teriam ficado a sós por um tempo e logo depois este teria dito que iria embora, o proprietário da residência exigiu que ela também deixasse o local, neste momento, a mulher ameaçou o mesmo, e ele se trancou no Banheiro e ela com uma faca o ameaçava, como ele não saía do local ela começou a dar escândalo, e ligou 190 dizendo “que ambos teriam estuprado a mesma e que estavam mantendo ela em cárcere privado”.


A polícia então foi até o local, onde pediu a mulher que retirasse seu veículo da casa em questão para que pudessem deslocar para a delegacia a fim de terminar o boletim, mas ela não queria retirar e após ser informada que se não retirasse teria seu carro guinchado. A mulher autorizou o soldado a retirar o veiculo do local visto que ela não tinha CNH.


O policial em busca veicular localizou embaixo do Banco do Passageiro várias notas de R$ 50,00 e uma nota de R$ 20,00, que contados somavam a quantia de R$ 620,00 (seiscentos e vinte reais) o soldado colocou este dinheiro na prancheta e saiu com o veículo a fim de estacioná-lo do lado de fora e poder assim seguir com a vítima para São João do Ivaí, momento em que a mesma deixou o local e foi até a casa de esquina da outra quadra, onde se encontravam populares em confraternização ela então pediu a eles que “olhassem seu carro para que ninguém quebrasse, o veículo” neste momento a equipe vendo que o senhor estava cooperando e não demonstrava risco de fuga, pediu que ele deslocasse espontaneamente para a delegacia e ele disse que iria.


A mulher foi chamada para ver se estava tudo certo no carro para que a equipe pudesse ir logo para a Delegacia, então ela disse que não estava achando uma quantia de Dinheiro que ela teria escondido no interior do carro, o Soldado afirmou a ela que tinha apreendido o valor e que ela deveria contar a fim de evitar queixas futuras, ela somou de cabeça quanto teria sacado e gastado e disse que deveria ter no carro o valor de R$ 720,00, sendo a ela informada que sob o tapete do passageiro somente foi localizado a quantia de R$ 620,00.


A quantia foi entregue a ela á qual disse (meu carro estava aberto o tempo todo e alguém me roubou se não foram os caras, foi o tio deles, que estava no local quando a equipe chegou) ou então os policiais novamente esta equipe advertiu a mulher que estas ilações eram ofensivas e seriam colocadas no boletim sendo ela encaminhada para a Delegacia de São João do Ivaí, aonde chegou juntamente o senhor o qual foi apresentado juntamente com a vítima, sendo ela orientada e este boletim confeccionado.

0 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon