• Édi Willian Moreira dos Santos

Mulher transtornada realiza quebra-quebra em boate e posto da GM de Cruzmaltina



Na noite desta segunda-feira (12), por volta das 23h30min, na Rua Guilherme Ávila 21, próximo ao Posto Amigão em Cruzmaltina, uma mulher foi detida após realizar um quebra-quebra.

Segundo informações, uma mulher que aluga uma boate as margens da Rodovia PR 451, relatou que a senhora conhecida apenas como L., vulgo “nega” chegou na boate agredindo os clientes empurrando as pessoas ali presentes e começou a quebrar as coisas e ao ser impedida por C. C. da S. V., uma amiga da solicitante que também estava no local, ficou ainda mais nervosa e começou a se cortar e se jogar no chão fazendo escândalo e tentando a todo momento ferir-se de propósito esfregando sangue na paredes e nos objetos dizendo que a solicitante seria responsabilizada e depois disso ela (Nega) seria quem cuidaria da boate.

Segundo a solicitante a autora gritava a todo momento: “Eu vou voltar e vocês vão ver” ainda “tudo aqui é meu e eu mato vocês”. Enquanto era feito contato com a locatária e avaliando os danos no imóvel para a confecção do Boletim de ocorrência, esta polícia militar foi acionada dizendo que uma senhora descontrolada estava quebrando carros da saúde, que estavam estacionados ao lado do Posto Guarda Municipal e da Policia Militar.

Como a distância entre o local da boate e do Local do posto da Guarda Municipal é cerca de dois quarteirões foi suspeitado que seria a pessoa descontrolada a mesma que poucos minutos antes teria causado danos na boate. Ao chegar na rua Eurides cavalheiro de Meira nº 222 foi deparado com uma senhora caída e gritando e com vários carros sujos com sangue e uma porta da sala do Conselho Tutelar danificada.

Uma Guarda Municipal, presenciou a senhora L., conhecida como ‘Nega’ tentando quebrar os carros ali estacionados cito os carros da saúde e do Conselho Tutelar e também chutou uma porta de metal a qual ficou danificada. A autora estava transtornada com sintomas de embriaguez e desferia palavras sem nexo e de ódio contra os policiais inclusive só sendo possível ser contida com uso de algemas garantindo assim a sua integridade e da equipe policial bem como dos guardas municipais ali presentes.

Foi dado voz de prisão a autora e ela foi encaminhada ao Hospital Municipal de Faxinal, onde passou pela consulta médica e feito os curativos necessários e então foi conduzida a 53º DRP de Faxinal para as medidas Cabíveis. Onde foi confeccionado o presente BOU.

#Mulher #Boate #Cruzmaltina

11 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon