• Édi Willian Moreira dos Santos

Para segurança dos animais pet shops terão que gravar tosa e banho



Após dois anos para se adaptarem, os pet shops paranaenses agora são obrigados por Lei a gravar os serviços de tosa e banho de cães e gatos. A medida passou a valer no último dia 10 de janeiro e faz parte da última fase de regulamentação da Lei 17.949/2014, proposta pelo deputado estadual Rasca Rodrigues (PV) com o objetivo de combater as frequentes denúncias de maus tratos dos animais nos estabelecimentos.

Em janeiro de 2014, quando a Lei entrou em vigor, os pet shops já tinham a responsabilidade de permitir aos clientes a visualização dos serviços no local por meio de vidros transparentes. Agora, nesta nova etapa, os estabelecimentos devem gravar os serviços, armazenar as gravações por seis meses e fornecê-las aos clientes que o solicitarem.

“Há três anos, quando propusemos a Lei, poucos estabelecimentos ofereciam a transparência no local, muito menos a gravação. Hoje percebemos que as duas medidas têm um custo benefício bom e são eficientes para diminuir denúncias de maus tratos nos locais”, explicou Rasca Rodrigues, que coordena a Frente Parlamentar em Defesa dos Animais da Assembleia Legislativa.

Se a segurança é ponto forte para os pet shops, para os clientes é imprescindível. Com a regulamentação completa da Lei 17.949, os pet shops que não fizerem a adaptação estão sujeitos a multa de R$ 10 mil.


5 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon