• Édi Willian Moreira dos Santos

PF irá investigar ex-presidente FHC



O Ministério da Justiça divulgou nesta sexta-feira (26), nota informando que a Polícia Federal irá investigar eventuais ilícitos que tenham sido cometidos pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

A nota afirma que o inquérito vai tramitar em sigilo e terá como base reportagem publicada pelo jornal "Folha de S.Paulo" na entrevista com a jornalista Miriam Dutra, que diz que FHC utilizou uma empresa para bancá-la no exterior, assim como o filho dela, cujo pai, segundo a jornalista, é o ex-presidente.

A jornalista vive no exterior desde 1991, e as transferências, segundo ela, foram feitas por meio da assinatura de um contrato fictício de trabalho.

Nota do Ministério da Justiça Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pelo Ministério da Justiça.

O Ministério da Justiça informa que a Polícia Federal, no âmbito das suas competências constitucionais, determinou nesta sexta-feira (26), a abertura de inquérito para apurar a ocorrência de eventuais ilícitos criminais noticiados por Mirian Dutra Schimidt, em matéria publicada pela Folha de São Paulo, na coluna Monica Bergamo, no último dia 17 de fevereiro de 2016. O inquérito tramitará em sigilo, na forma da legislação em vigor.

Nota da assessoria de FHC Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela assessoria de Fernando Henrique Cardoso.

O presidente Fernando Henrique Cardoso reafirma que todas as suas operaçoes financeiras internacionais foram feitas a partir de contas bancárias declaradas, com recursos próprios. A empresa citada no noticiário já esclareceu que o presidente não teve qualquer participaçao na contrataçao da jornalista. Apesar de não haver nada de que possa ser incriminado e de o assunto ser de âmbito privado, o presidente prestará todos os esclarecimentos que se fizerem necessários.


2 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon