• Édi Willian Moreira dos Santos

Polícia descobre planos para dominar o plantão e os agentes de cadeia de Ivaiporã


Após princípio de tumulto na carceragem da 54ª Delegacia de Polícia Civil de Ivaiporã, no domingo, dia 26 de junho, o delegado Gustavo Dante solicitou apoio ao comando da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar de Ivaiporã e ao 10º Batalhão da Polícia Militar de Apucarana para realizar um Bate-Grade, nesta segunda-feira, dia 27 de junho. A operação contou com apoio das equipes da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) de Ivaiporã e de Apucarana, assim como com auxílio dos agentes de cadeia e investigadores. O 2º tenente Anderson, que comandou os policiais militares, disse que não houve resistência por parte dos presos, por isso, a operação correu tranquilamente, mas lamentou a superlotação na carceragem, que tem aproximadamente 150 presos, quando suportaria apenas 42. Anderson lembrou que o problema da superlotação não é do município, e sim uma realidade nacional. Durante a operação foram encontrados apenas 3 aparelhos celular – respectivos carregadores e alguns pedaços de barra de ferro, que os presos costumam arrancar das estruturas. O delegado Gustavo Dante explicou que houve um princípio de tumultuo, no domingo, dia 26, por volta das 20h00, quando as forças policiais foram alertadas, após alguns presos estorturarem cadeados de uma das grades. “Havia planos para dominar o plantão e os agentes de cadeia de Ivaiporã, visando provavelmente uma tentativa de fuga. A Polícia Militar foi acionada e, em seguida, fui informado acerca da situação, que foi controlada”, explicou Gustavo Dante. Conforme acrescentou o delegado, o Bate-Grade visa localizar objetos ilícitos e evitar tentativa fugas. Os cadeados e a grade foram consertados, segundo Gustavo Dante, que agradeceu à Polícia Militar de Ivaiporã e de Apucarana.

Fonte: Jornal Paraná Centro


1 visualização
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon