• Édi Willian Moreira dos Santos

Polícia prende suspeitos de assassinar adolescente em Jardim Alegre



Em um rápido trabalho de investigação da Polícia Civil de Ivaiporã, capitaneado pelo delegado Gustavo Dante da Silva, foram presos na tarde desta segunda-feira, dia 29 de janeiro, na cidade de Mandaguari, próximo a Maringá, os dois elementos suspeitos de terem assassinado o adolescente Udson Evandro Leal Magri, 15 anos, que foi encontrado morto, na manhã do sábado, dia 27 de janeiro, no rio Ivaí, no local conhecido como Fervedor, cerca de 15 quilômetros de Porto Ubá em Lidianópolis.Os suspeitos foram identificados como Maurício de Oliveira, 34 anos e Eudner Dutra Santos, 19 anos, conhecido como Dinei.

Eles foram presos após a expedição do mandado de prisão temporária, por parte da juíza Adriana Marques dos Santos e foram encaminhados a delegacia de Polícia Civil de Ivaiporã, onde serão ouvidos em inquérito policial.

Segundo o delegado Gustavo Dante da Silva, desde a sexta-feira, dia 26 de janeiro, assim que a família noticiou o desaparecimento do adolescente, a Polícia Civil intensificou o trabalho de investigação. “No sábado, após encontramos o corpo do adolescente, realizamos várias diligências e conseguimos identificar os suspeitos, em função de um veículo Chevrolet Ômega de cor branca, que foi visto próximo ao local onde o corpo foi jogado. No domingo (28 de janeiro), representamos pela prisão temporária, que foi rapidamente acolhido pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário e hoje (29) conseguimos cumprir o mandado de prisão”, relatou o delegado Gustavo Dante.

Ele detalhou que durante toda a tarde dessa segunda-feira, a equipe de investigação percorreu boa parte da cidade de Mandaguari, atrás do veículo suspeito e no momento que um deles chegou próximo ao carro, foi dada a voz de prisão. A casa onde eles estavam escondidos foi invadida e Maurício de Oliveira foi detido, já o outro suspeito Eudner Santos conseguiu escapar, mas após uma perseguição a pé pelas ruas de Mandaguari, ele acabou detido.

“Agora vamos formalizar o interrogatório dos dois elementos e apurar com detalhes a participação de cada um no crime, mas informalmente o suspeito Maurício disse que tem pouco haver com o crime e que foi seu parceiro que teria jogado o corpo do adolescente no rio”, comentou o delegado.A suspeita da Polícia Civil é que a motivação para o crime, teria sido o envolvimento do adolescente com o uso de drogas, já que existe a possibilidade dos suspeitos também estarem traficando em Jardim Alegre. “No entanto, não temos dúvida com relação a autoria do crime”, garantiu Gustavo Dante.

O objeto que ocasionou a morte do adolescente ainda será apurado pela Polícia Civil, que acredita no uso de um objeto cortante. “O adolescente foi encontrado com lesões na nuca e nas costas e com as mãos e pés amarrados com arame, mas vamos aguardar o laudo oficial do Instituto Médico Legal para confirmar de que forma ele foi morto”, disse o delegado de Polícia Civil de Ivaiporã.

Fonte Jornal Paraná Centro


9 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon