• Édi Willian Moreira dos Santos

Presos por crime contra taxista de Faxinal confessam o crime


Os presos pela morte do taxista José Maria de Castro, conhecido com Ieié, de Faxinal, confessaram ao delegado Dr. Gustavo Dante, como mataram o taxista com requintes de cueldade. Segundo os depoimentos, no dia 12, sexta-feira, Adriano Ribeiro, que vivia em Tamarana, pegaria um ônibus de Faxinal com destino a Jardim Alegre. Mas foi informado, em Faxinal, que ônibus havia saído 20 minutos antes. Em seguida Adriano decidiu pegar um táxi. A vítima foi José Maria de Castro, que cobraria a quantia de R$140 pelo trajeto. Quando José Maria de Castro passava pelo distrito do Porto Ubá, Adriano Ribeiro simulou vontade de ira ao banheiro e ligou para Tiago Rodrigues, informando que tinha a intensão de roubar o taxista. Tiago Rodrigues topou e esperou que ambos passassem para pegá-lo em casa. Já no taxi, seguiram para a região da Balsa do Marolo, onde Adriano compraria um fusca para transformar em uma gaiola cross.

Os dois simularam uma ligação para o suposto vendedor, esperando que José Maria saisse do veículo. Ao ser anunciado o assalto, o taxista teria sacado de um canivete para se defender, quando Adriano deu uma pedrada na cabeça da vítima, que caiu no asfalto. Adriano teria arrastado a vítima até o meio do mato onde deu mais três pedradas na cabeça do taxista.

Após o crime, Adriano Ribeiro e Tiago Rodrigues seguiram para Jardim Alegre dirigindo o veículo da vítima – SpaceCross, placas AZE-1192, e venderam a Leandro Ribeiro Coutinho, 22 anos – vulgo Leandro Facão. Adriano Ribeiro e Tiago Rodrigues trocaram o veículo pelo equivalente a R$2.500 em pedras de crack. Leandro Coutinho passou a circular com o veículo, juntamente com três menores, que foram apreendidos pela Polícia Civil de Ivaiporã, no sábado, dia 13 de fevereiro.

Informações: Parana Centro


8 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon