• Édi Willian Moreira dos Santos

Professores fazem ato em memória ao Massacre dos Professores há 1 ano



Professores de todos os cantos do estado do Paraná marcham até a Assembleia Legislativa do Paraná, em memória ao Massacre dos Professores, ocorrido no dia 29 de abril de 2015, na praça Nossa Senhora de Salete, que ficou conhecido como "Batalha do Centro Cívico". Na ocasião, os professores protestavam contra o governo Beto Richa (PSDB), sobre a retirada do dinheiro do Paraná Previdência, que é o plano de previdência dos funcionário públicos do estado.

No dia 29 de abril de 2015, mais de 200 pessoas ficaram feriadas em meio a batalha campal, onde a polícia militar, com ordens do governo, investiu sobre os professores que foram agredidos com bombas, sobrevoos de helicópteros e muita covardia.

O ato teve repercussão nacional e culminou com a queda do Secretário de Segurança Pública, Fernando Francischini, e o comandante-geral da PM, coronel Vinícius Kogut.

O processo que pedia o indiciamento do governador Beto Richa pelo ocorrido foi arquivado no dia 22 de março deste ano, o que gera ainda mais revolta por parte dos professores.

Na manifestação que ocorre nesta sexta-feira em Curitiba, onde professores e servidores da educação estadual se reuniram nas praças Santos Andrade e Rui Barbosa. De lá se encontraram pouco depois das 11 horas na Praça Tiradentes. Cerca de 35 mil pessoas, segundo a organização, caminharam em direção ao Centro Cívico.


7 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon