• Édi Willian Moreira dos Santos

Rotam flagra 3 casos de tráfico de drogas em Ivaiporã


A equipe da Rotam da Polícia Militar de Ivaiporã flagrou três casos de tráfico de drogas em Ivaiporã na noite desta sexta-feira.


Na Rua Emílio de Menezes, um homem acessou o pátio externo da 54°drp e arremessou uma saco plástico e se evadiu a pé, foi quando a equipe iniciou acompanhamento e o abordou cerca de 200 metros do local, realizado a abordagem nada de ilícito com o mesmo encontrado, questionado do que se tratava o objeto arremessado, ele disse ser maconha, com o apoio dos agentes da DP foi recuperado o objeto no solário da delegacia que posteriormente foi identificado como sendo uma sacola de cor verde com 80 invólucros em plástico transparente de substância análoga a maconha que pesaram 224gr, juntamente com uma porção de arroz cru que é usado para fazer peso e auxiliar no arremesso. Diante do flagrante de traficância, foi dado voz de prisão ao abordado e encaminhado para o hospital para exame do covid-19, logo em seguida para a 54° drp para procedimentos pertinentes. O detido fazia uso de tornozeleira eletrônica no momento da prisão, onde além de outros crimes, o detido já foi preso em 2016 por tráfico de entorpecentes.


O outro caso aconteceu pouco tempo depois no mesmo lugar, onde outra pessoa foi pega em flagrante arremessando entorpecente, foi visualizado pelo monitoramento de câmeras quando uma pessoa aparentando ser um homem trajando blusa e shorts se aproximou do pátio externo olhando apreensivo para os lados. então, dois integrantes da equipe rapidamente saiu e flagrou quando o indivíduo lançou um objeto com o intuito de acessar o solário, porém o objeto atingiu a parede externa e caiu no chão. nesse momento, o homem foi contido e identificado sendo um adolescente de 17 anos, foi identificado o objeto como sendo uma sacola verde contendo 98 porções de substância análoga a maconha envólucros e pacotes de diversas cores que pesaram 307 gramas. Indagado se haveria mais droga ele passou a relatar que estava no pé de uma árvore há aproximadamente 50 metros da delegacia, foi então localizado uma sacola de cor branca e vermelha com mais 46 porções da mesma substância que pesaram 215 gramas. juntas somaram 144 porções que pesaram 522 gramas, juntamente com uma porção de arroz em cada sacola que é usado pra fazer peso e facilitar o arremesso.


Questionado, o adolescente disse que iria arremessar os dois volumes no solário da delegacia. diante do fato, foi dado voz de apreensão ao adolescente e pela fundada suspeita de fuga foi feito o uso das algemas, o adolescente apreendido já foi preso pela rotam pela prática de tráfico de drogas este ano de 2020.


O terceiro caso aconteceu na Avenida Paraná, onde a polícia visualizou uma motocicleta com dois indivíduos saindo de uma residência que há aproximadamente três meses vem sendo denunciado por populares e também usuários de drogas, como ponto de venda de drogas e que inclusive nesta data em abordagem a um usuário de maconha, o mesmo afirmou que no dia anterior bem como, em outros dias, havia comprado maconha na referida residência de um indivíduo, ao visualizar a viatura policial o condutor da motocicleta saiu em fuga em alta velocidade, foi realizado o acompanhamento tático com uso de sinais sonoros e luminosos, porém, não acatado, e continuaram a empreender fuga, colocando em risco a vida de transeuntes, da equipe policial e deles próprios, avançando por dois semáforos vermelhos e preferenciais, foi possível realizar a abordagem da motocicleta, uma Honda CG 125 titan de cor vermelha, sendo realizado busca pessoal do condutor, então localizado dentro do tênis do pé esquerdo uma porção de maconha embrulhado em plástico transparente que posteriormente pesou três gramas.


Com o passageiro, morador da residência citada nas denúncias, e de onde a moto saiu, nada de ilícito foi encontrado, apenas R$50,00 (cinquenta reais) em uma cédula, no bolso de sua calça. questionado o motivo da fuga, relatou que não possui cnh e o veículo possui débitos e porque estava portando a droga. O passageiro foi informado sobre as denúncias de tráfico de drogas que contra ele pesam, o mesmo negou, inclusive dizendo que a droga que o condutor estava portando não havia sido adquirido com ele, questionado se havia drogas na residência ele afirmou que não, dizendo que se quiséssemos poderíamos procurar.


Foi deslocado até a casa do piloto e em contato com sua mãe, esta autorizou por escrito (em anexo) a busca domiciliar em sua residência, sendo por ela acompanhada e encontrado enterrado em meio a uma plantação de bananeiras no quintal e coberto com folhas um saco zíper transparente contendo uma balança de precisão de cor prata sem marca e duas porções de maconha, que pesaram 63 (sessenta e três) gramas.


Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao passageiro da moto pelo crime de tráfico de drogas e posteriormente encaminhado ao hospital para exame do covid-19, em seguida até a 54°drp. Quanto a condutor da moto, o mesmo também foi conduzido para procedimentos cabíveis. A motocicleta foi recolhida ao pátio do Detran e lavrado autos.

20 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon