• Édi Willian Moreira dos Santos

Saúde alerta população sobre os cuidados com conjuntivite



A Secretaria de Estado da Saúde orienta a população sobre os surtos de conjuntivite registrados no Paraná. A doença causa inflamação na membrana que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras.

Quando causada por vírus e bactérias, a conjuntivite é contagiosa. Por isso são necessários hábitos de higiene, principalmente lavagem constante das mãos, para prevenir a contaminação. O chefe da Divisão de Doenças Transmissíveis da Secretaria da Saúde, Renato Lopes, esclarece que a conjuntivite é uma doença de notificação compulsória pelo Ministério da Saúde. “Os dados não representam a totalidade, mas a doença é de interesse estadual e orientamos que surtos e casos individuais inusitados sejam notificados”, diz.

Em geral, a doença ataca os dois olhos e pode durar de uma semana a 15 dias. Renato Lopes descreve os principais sintomas como olhos vermelhos e lacrimejantes, pálpebras inchadas, sensação de areia ou ciscos nos olhos, secreção purulenta (conjuntivite bacteriana) e esbranquiçada (conjuntivite viral), coceira, dor ao olhar para a luz, visão borrada e pálpebras grudadas quando a pessoa acorda. Após a contaminação, é recomendado manter o paciente em isolamento por sete dias. As crianças com a doença não devem frequentar a escola e trabalhadores devem ser afastados de suas atividades.

Também é necessário trocar as fronhas dos travesseiros diariamente. PREVENÇÃO - Como medidas preventivas, deve-se evitar aglomerações, lavar com frequência o rosto e as mãos, não coçar os olhos, usar toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos ou trocar frequentemente as roupas, fronhas e toalhas de tecido, não compartilhar o uso de esponjas, maquiagem ou qualquer outro produto de beleza.

Fonte: AEN

#Conjuntivite #Cuidados

7 visualizações0 comentário
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon