• Édi Willian Moreira dos Santos

Vereadores de Cruzmaltina afirmam não desistir de investigar a suposta padaria fantasma


Vereadores de Cruzmaltina

Os Vereadores Cidão, Ivone, Vlaumir e Roberto afirmam que estão providenciando mais alguns documentos a respeito da tal padaria que se diz instalada no Bairro Olho D’água em Dinizópolis e que irão levar os fatos ao conhecimento do Ministério Público da Comarca de Faxinal e aos demais Órgãos responsáveis pela fiscalização do dinheiro público.


Após ter sido reprovado pelos vereadores que compõem a base da prefeita, o requerimento apresentado pelos Vereadores acima no dia 19/10/18, o qual pedia a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), a fim de investigar a suposta padaria, os vereadores resolvem somar forças com os demais Órgãos competentes, para mostrar à população de Cruzmaltina, o destino de uma boa parte dos recursos públicos.


Destacam ainda, que os indícios de irregularidades encontrados nos documentos, seguido da reprova do requerimento pelos 5 (cinco) vereadores a favor da prefeita, tem causado muita estranheza aos requerentes e também grande indignação por parte da população do município, que entendem que a Câmara tem o dever de fiscalizar e não tentar impedir uma fiscalização.


Demonstram ainda, através de cópias de algumas notas fiscais, que as mesmas estão supostamente assinada pelo Sr. Djalma Lopes, que é irmão da prefeita, o número do telefone para contato, também pertence a ele e afirmam ainda que ele reside no endereço que consta na mesma. Ressaltam que A Sra. Dirleine Colociuc Martins que também aparece, é irmã da Fátima Lopes que é servidora pública do município, esposa de Djalma Lopes, que por fim é cunhada da prefeita. As datas, a quantidade de bolos e o valor desprendido nessas e em outras notas, além de ser relativamente elevados pelo tamanho do município e o número de eventos realizados, também não contemplam o destino desses bolos.


Os vereadores dizem estar preocupados com os recursos, que deveriam ser aplicados em políticas públicas a favor da população. Têm percebido comércios com as portas se fechando, agricultores revoltados sendo atendidos de maneira diferenciada nos serviços solicitados ao setor rodoviário, servidores públicos em geral desmotivados com seus salários defasados, os distritos e a própria sede do município sem nenhuma forma de desenvolvimento e decidiram ir em busca de informações sobre o destino do dinheiro público.


Pedem a toda a população, que certifiquem as informações apresentadas nas notas fiscais abaixo e afirmam continuar fiscalizando.

289 visualizações
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon